Um carregador “compartilhado” de powerbanks

Um carregador “compartilhado” de powerbanks

Claramente com objetivo de alugar powerbanks em lugares públicos. Em plena pandemia. E com os celulares melhorando as baterias e com powerbanks relativamente baratos de se comprar.

Nem preciso dizer que é uma ideia bem…besta.

Pelo menos o design (claro, de uma empresa chinesa) é bonitinho.

E a Nekto, que homologou esse negócio (por que tem um módulo GSM dentro) quer cobrar R$ 2,50 por uso, mais R$ 5,00 nas primeiras duas horas!

Pagar PELO MENOS R$ 7,50 pra alugar um powerbank que provavelmente vai estar sujo, com covid-19 e que talvez nem funcione direito (afinal, é um powerbank chinês e que pode ter sido usado por várias pessoas). Esse pessoal está maluco.

Everton Favretto

Everton Favretto

Editor-chefe, dono e ditador do insiraficha.com.